Núcleo de Sonoridades

Em 2015, o Núcleo de Sonoridades pretende abordar, como objetivos gerais, três vertentes: 1- Consciência, percepção e dilatação do CORPO VOCAL: posturas e encaixes da voz, que compreendem, em sua base, a atuação conjunta dos cinco Recursos Vocais Primários – respiração, intensidade, frequência, ressonância e articulação. 2- PAISAGEM SONORA: apuração da escuta e produção de usos emissivos (rítmicos e melódicos), para o reconhecimento de sonoridades cênicas, desde suas manifestações expressivas (individuais e coletivas), musicais, como também a ambientação sonora que estrutura a performance, o jogo, a cena. 3- ESTADO LIVRE DE TERRITÓRIO: serão ações fora do enquadre da sala de aula e/ou de um espaço convencional de apresentação teatral, realizadas como intervenções urbanas, voltadas para uma experiência artística que procura produzir novas maneiras de perceber o cenário urbano e criar relações afetivas com a cidade, que não a da objetividade funcional que aplaca o dia-a-dia. Tais intervenções são estruturadas como performances, tendo o acaso interativo com o público como uma das marcas a serem trabalhadas, seja em espaços urbanos abertos, ou locais públicos, escolhidos para as ações. A partir de um material poético, a ser compartilhado com os aprendizes, faremos um plano de trabalho, no qual os objetivos serão tecidos em processo técnico-criativo.